Menu


VITÓRIA 87FM

Siamesas de São Paulo unidas pelo abdômen passam pela 1º cirurgia preparatória para separação em Goiânia

27 MAI 2021
27 de Maio de 2021
Médico afirma que procedimento, realizado para corrigir uma má formação no sistema digestivo, foi um 'sucesso'. Valentina e Eloá têm 1 ano e 5 meses e compartilham bacia, fígado, intestino grosso e genitália.As gêmeas siamesas de São Paulo Valentina e Eloá, que nasceram unidas pelo abdômen, passaram pelo primeiro procedimento preparatório para a cirurgia de separação. Segundo o médico responsável pelo tratamento das meninas, o procedimento, que ocorreu nesta quinta-feira (27), em Goiânia, foi um "sucesso".

“A cirurgia foi tranquila. Nós conseguimos fazer o procedimento de acordo com o planejado”, afirmou o cirurgião pediátrico Zacharias Calil.
As gêmeas, que nasceram na cidade de Guararema, interior paulista, têm 1 ano e 5 meses, e dividem bacia, fígado, intestino grosso e genitália. O procedimento feito nesta manhã levou cerca de duas horas e foi realizado para corrigir uma má formação no sistema digestivo delas.

“Agora, a próxima etapa é a colocação dos expansores. Eu acredito que, quando chegar o material, daqui a 20 ou 30 dias, a gente já pode colocar os expansores”, explica o médico.

Zacharias explica ainda que a cirurgia de separação só pode ser feita depois que esses expansores forem colocados, garantindo assim que as meninas tenham pele suficiente para a cicatrização. A previsão é que a separação definitiva ocorra ainda neste ano.

“Nós programamos seis expansores com duas etapas. A primeira etapa seriam três expansores colocados na parte da frente do corpo. Espera mais alguns dias e coloca o restante na parte posterior”, explica.

Por conta da quantidade de exames que elas têm que fazer durante o período preparatório que antecede o procedimento de separação, a família decidiu morar por um tempo em Morrinhos, cidade na região sul de Goiás, onde eles têm parentes e amigos.

O pai das crianças, Fernando de Oliveira Santos, comemora o resultado positivo da cirurgia realizada nas filhas. “Estamos felizes que tudo deu certo. Estamos gratos, primeiro a Deus e aos profissionais que realizaram a cirurgia junto com o doutor Zacharias Calil”.
Por Millena Barbosa, G1 GO
Voltar


Tenha também o seu site. É grátis!