Menu


VITÓRIA 87FM

Moradores ouvem gritos de socorro e evitam que jovem fosse estuprada quando ia para o trabalho em Trindade..

16 MAI 2021
16 de Maio de 2021
Vítima, de 19 anos, disse à polícia que homem tentou roubar o celular e ela reagiu. Com isso, ele começou a agarrá-la e passou a mão pelos seios dela. Segundo a PM, homem conseguiu fugir.Moradores ajudaram a evitar que uma jovem de 19 anos fosse estuprada neste sábado (15) em uma avenida de Trindade, na Região Metropolitana de Goiânia. Segundo a vítima, após tentar roubar o celular dela, o homem começou a agarrá-la e passou a mão pelos seios dela. Moradores da região ouviram os gritos de socorro e intimidaram o homem, que, segundo a Polícia Militar, conseguiu fugir.

Câmeras de vigilância registraram o momento em que a vítima foi atacada, durante a madrugada, no Setor Maysa II (assista acima). No vídeo, é possível ver que o homem estava tentando agarrar a mulher à força.

Como a identidade do homem não foi revelada e ele não havia sido preso até esta madrugada, o G1 não conseguiu identificar a defesa dele para que se posicione.

À polícia, a vítima contou que estava indo para o trabalho a pé, por volta de 4h30, quando o homem se aproximou dela e pediu o celular. Ela disse que viu que ele estava desarmado e reagiu, momento em que o homem começou a agarrá-la e ela começou a gritar.

“A vítima estava bastante nervosa, mas conseguiu nos informar que estava a caminho do seu trabalho, e quando passava na Avenida Araguaína, foi abordada por um homem desconhecido que disse à mesma ‘perdeu, perdeu', pedindo para que ela passasse seu celular, mas a vítima observou que o autor não portava nenhum tipo de arma, resistiu e não quis atendê-lo”, escreveu o relato da PM.

A vítima disse ainda que alguns carros passaram na hora, mas muitos não pararam. No entanto, um veículo com duas mulheres e um ônibus do transporte coletivo pararam para ajudar, mas o homem continuou segurando a vítima. Depois de ouvir os gritos, alguns vizinhos saíram na rua, e conseguiram evitar retirar a jovem do local.

A Polícia Militar chegou para atender a ocorrência por volta de 5h10.

“Diante da recusa o autor então tentou agarrá-la a força, passando a mão em seus seios sob suas vestes e tentando tapar sua boca, sendo assim, a vítima começou a gritar por socorro e lutar contra o agressor, nesse momento o autor vendo que não teria êxito saiu correndo, tomando rumo ignorado”, continuou o relato da PM.


Após registrar a ocorrência, a Polícia Militar informou que levou a vítima até a casa onde mora e realizou patrulhamento na região tentando encontrar o suspeito, mas não conseguiu localizá-lo.

Segundo a delegada Silvana Nunes, da delegacia de Polícia Civil de Trindade, a vítima não foi até a delegacia para registrar a queixa contra o homem. Por tanto, o registro foi feito apenas como "averiguação", conforme o relato da Polícia Militar.


Por Danielle Oliveira, G1 GO
.....
Voltar


Tenha também o seu site. É grátis!