Menu


VITÓRIA 87FM

Mulher morre oito dias após ser queimada; companheiro está preso suspeito do crime em Pontalina...

10 FEV 2021
10 de Fevereiro de 2021
Vítima teve rosto, pescoço e braços atingidos pelo fogo. À Polícia Civil, suspeito alegou que a mulher se queimou por acidente, enquanto os dois discutiam por ciúmes.Após oito dias internada, Adriana Romão de Freitas, de 43 anos, morreu no Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia. Segundo a Polícia Civil, ela teve parte do corpo queimada durante uma briga com o companheiro, de 37 anos, que se entregou à corporação e está preso. Ele alegou em depoimento que a vítima se queimou por acidente.

O crime aconteceu em 31 de janeiro em Pontalina, no sul de Goiás. O nome do preso não foi divulgado, por isso, o G1 não conseguiu localizar a defesa dele para pedir um posicionamento sobre o caso.

Segundo familiares, Adriana faleceu na tarde de segunda-feira (8). Ela teve rosto, pescoço e braços atingidos pelo fogo.

O delegado Pedro Democh, responsável pelo caso, contou que o companheiro da vítima havia fugido no dia do crime - 31 de janeiro -, mas que se entregou acompanhado de um advogado na última quinta-feira (4).

À corporação, o suspeito disse que tudo foi um acidente enquanto o casal discutia por causa de ciúmes. A Polícia Civil preferiu não divulgar outros detalhes sobre a discussão até o fim da investigação.
Por Vanessa Martins e Rayane Marinho, G1 GO e TV Anhanguera
          RádioVitória#radiovitoriafm#radioemaparecida#radiogoiania#radionotiacias#radiodeaparecidadegoiania#adilsonpereira
#coronavirusgoias
#esportegoias
#musicasertaneja
#fiqueemcasa                                 #policiacivil
#policiamilitar
#prefeituradeaparecidadegoiania ...
Voltar


Tenha também o seu site. É grátis!