Menu


VITÓRIA 87FM

Locutor se cura da Covid-19 e faz verso para homenagear profissionais de hospital: 'Gratidão imensurável'....

07 JUL 2020
07 de Julho de 2020
Enoque de Araújo deixa o Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia. Momento também é de alegria para a equipe médica: 'A gente fica emocionado'.Mais 20 pacientes venceram a Covid-19 e receberam alta, no período de dois dias, do Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMAP), Região Metropolitana da capital. Entre os pacientes está o locutor Enoque Neto de Araújo, de 25 anos. Ao deixar a unidade, ele criou um verso para agradecer aos profissionais que cuidaram dele (veja o vídeo acima).

"A partir de agora, quem agradece é o locutor Enoque Neto, dizendo que Deus criou o céu, que é azul cor de anil, e aqui tá a equipe do HMAP, o povo mais top desse Brasil”, cantou o locutor.
Neto ficou 14 dias internado, sendo três na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Agora, o jovem se recupera em casa.

“Tive muita falta de ar e precisei de oxigênio. Deus me deu muita força e, graças a Ele, não precisei ser entubado. Fui muito bem cuidado pelos profissionais da saúde, fiquei admirado com o cuidado que eles tiveram, apesar de não me conhecerem, me trataram como se eu fosse da família, com um carinho muito grande. Eu até me emociono de falar deles. É uma gratidão imensurável", diz Neto.

O locutor pede que as pessoas se cuidem para evitar a disseminação do coronavírus. "Sou testemunho de que esse vírus é perigoso e mata. Devemos nos cuidar, vejo pessoas fazendo festas e resenhas, é um absurdo gente. Não é uma 'gripezinha'. Quando fui para a UTI, não achei que pudesse voltar para contar minha história. Agora, é se prevenir em dobro e cuidar de quem a gente ama", afirma o locutor.


Emoção a cada alta médica
Os funcionários do hospital fazem questão de aplaudir cada paciente que se recupera do coronavírus e deixa a unidade. Em dois dias, eles repetiram o gesto 20 vezes.

De acordo com o HMAP, nove pessoas tiveram alta no último domingo (5) e mais 11 foram liberados na tarde da última segunda-feira (6). Com idades entre 22 e 86 anos, os pacientes deram entrada no hospital com sintomas de falta de ar, fraqueza, tosse e febre.

O diretor técnico do HMAP, Sérgio Vêncio, disse que, por conta da gravidade da doença, é uma alegria e uma emoção muito grande poder dar 20 altas em dois dias.

“Cada alta é uma oportunidade de uma vida nova, é um renascimento. A gente fica emocionado. A gente acolhe a história de cada um e, quando algum paciente se recupera, a gente fica muito feliz”, diz Vêncio.
Segundo o diretor técnico, chegam pacientes de diferentes idades e é sempre uma incerteza sobre como será a evolução de cada caso. Ele alerta que, há 40 dias, havia 15 pacientes internados. Nesta terça-feira (7), já são 97.

“É um momento muito difícil, a gente não tem certeza de nada, temos de ter humildade para entender nossa impotência diante disso. A gente tenta fazer o melhor diante de muitos achismos e poucas certezas”, conta o diretor.

Sérgio Vêncio disse que o hospital conta com a supervisão virtual do Hospital Sírio Libanês. Médicos de diferentes áreas como nutrição e infectologia dão um reforço para cada paciente.
Por Vanessa Chaves, G1 GO


GO.RádioVitória#radiovitoriafm#radioemaparecida#radiogoiania#radionotiacias#radiodeaparecidadegoiania#adilsonpereira
#coronavirusgoias
#esportegoias
#musicasertaneja
#fiqueemcasa                                 #policiacivil
#policiamilitar
#prefeituradeaparecidadegoiania
#prefeituradeaparecida                                 N8 CURSO         
......
Voltar


Tenha também o seu site. É grátis!