Menu


VITÓRIA 87FM

Mãe denuncia que filho foi agredido por torcedores do Goiás após jogo do Campeonato Goiano, em Aparecida de Goiânia...

03 FEV 2020
03 de Fevereiro de 2020
O jovem de 19 anos saiu com amigos para comprar bebidas vestido com a camisa do Vila Nova e teria sido abordado por homens que desceram de um carro com barras de ferro.A mãe de um jovem de 19 anos denuncia que o filho foi agredido por torcedores do Goiás Esporte Clube em uma rua do bairro do Jardim dos Buritis por vestir camisa do time Vila Nova. Houve jogo entre os dois times em Goiânia na tarde de domingo (2) e o placar terminou empatado.

O jovem foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Flamboyant, em Aparecida de Goiânia, Região Metropolitana da capital, com ferimentos na cabeça e acabou transferido para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) após diagnóstico de traumatismo craniano gravíssimo.

Segundo a mãe, o filho se reuniu na casa de amigos para assistir ao jogo, considerado por torcedores como um clássico do campeonato estadual, portanto há rivalidade entre as torcidas. O jovem Matheus Henrique de Abreu Alves saiu com os amigos para comprar bebidas e na volta para a residência foram abordados por homens vestidos com o uniforme do Goiás.

“Desceram quatro pessoas de dentro de um carro e tentou pegar os meninos e como o meu filho não correu, pegaram ele”, conta a mãe.
Os suspeitos desceram de um automóvel munidos de barras de ferro e anunciaram a agressão em razão da rivalidade entre os times. Os amigos de Matheus conseguiram fugir, ele não e acabou sendo o mais agredido. Segundo Paula Cristina, o filho precisa aparelhos para respirar e está entubado.

Por meio de nota, o Vila Nova afirmou que “repudia todo e qualquer ato de violência envolvendo torcedores e demais envolvidos no espetáculo do jogo de futebol”. O time afirmou entender a ferramenta do esporte como fator de construção social e reiterou o compromisso de promoção da cultura de paz nos estádios e fora deles.

O Goiás Esporte Clube também se pronunciou em nota lamentando o fato. Afirmou que “não compactua com cenas de violência e sempre faz campanhas alusivas à paz nos estádios e fora deles”. O clube finalizou dizendo “que espera que as autoridades responsáveis apurem os fatos e consigam localizar e punir os culpados”.

A mãe do jovem, Paula Cristina, disse que ele passou por cirurgia na cabeça e aguarda o relatório médico do hospital para realizar o boletim de ocorrência na delegacia de Polícia Civil. O Hugo disse em nota que Matheus Alves se recupera da cirurgia no Repouso Pós Anestésico (RPA) para ficar em observação na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).
Por Rafael Oliveira, G1 GO......
Voltar


Tenha também o seu site. É grátis!