Menu


VITÓRIA 87FM

Motorista de aplicativo foi morto por sócio após briga de negócios, diz polícia...

11 JAN 2020
11 de Janeiro de 2020
Segundo a Polícia Civil, suspeito do crime confessou o assassinato. Ele foi preso enquanto esperava a troca de uma peça do carro para fugir para o estado do Tocantins.Um homem foi preso neste sábado (11) suspeito de matar o motorista de aplicativo Emerson Ribeiro Povoa, de 37 anos, em Goiânia. Segundo a Polícia Civil, José Alves Pereira, de 46 anos, era amigo e sócio da vítima em diversos negócios. Em depoimento, homem confessou ter praticado o crime porque teria sido ameaçado por Emerson.

"A vítima e o suspeito eram amigos de longa data e também sócios em diversos negócios, como arrendamento de fazendas, distribuidoras de bebidas e mercado têxtil. José afirmou ter matado Emerson por conta de uma rixa entre os dois, que já tinham uma relação desgastada há muito tempo", disse o delegado Rilmo Braga.

O G1 não conseguiu localizar a defesa do suspeito até a última atualização desta reportagem.

Emerson Ribeiro Povoa, de 37 anos, foi encontrado morto dentro do próprio carro no Setor Recanto do Bosque, em Goiânia, na noite da última quinta-feira (9). Segundo o delegado, a vítima foi atingida por quatro disparos de arma de fogo calibre 38.
A prisão do suspeito aconteceu na Vila Canaã enquanto ele esperava a troca de uma peça do seu carro para fugir para o estado do Tocantins. José Alves Pereira já tinha sido preso por estelionato, receptação e agora vai responder por homicídio triplamente qualificado. Segundo as investigações, não existe relação entre o crime e o fato da vítima ser motorista de aplicativo.

"Nós reunimos provas testemunhais e periciais que descartam qualquer relação do crime com o fato dele ser motorista por aplicativo", afirmou o delegado.
Por Millena Barbosa, TV Anhanguera
...
Voltar


Tenha também o seu site. É grátis!