Menu


VITÓRIA 87FM

Três suspeitos de roubar postos de combustíveis são mortos durante ação da PM, em Senador Canedo...

04 NOV 2019
04 de Novembro de 2019
Um quadro integrante conseguiu fugir. Corporação afirma que grupo roubou três estabelecimentos em seguida, além de assaltar um casal. Vídeo mostra outros roubos praticados por bando.Três homens morreram em um confronto com a Polícia Militar, em Senador Canedo, Região Metropolitana de Goiânia. Segundo a corporação, eles integravam um grupo especializado no roubo de postos de combustíveis. Vídeos registram assaltos que teriam sido cometidos por eles (veja acima).

A troca de tiros ocorreu na madrugada de domingo (3). Um comparsa do trio conseguiu fugir. Segundo a PM, o grupo estava em um Ford Ka roubado dias antes. Antes do tiroteio, narra a força policial, eles assaltaram dois postos na capital e um em Senador Canedo.

Após isso, eles abordaram um casal em uma moto e também roubaram pertences deles. Essas vítimas acionaram uma equipe das Rondas Ostensivas Tática Metropolitana (Rotam), que passou a monitorar o grupo.


Ao localizar o veículo, houve o confronto e três dos suspeitos foram baleados e morreram. O quarto ocupante conseguiu fugir.

Com o trio, a PM apreendeu três armas, cinco celulares roubados e quase R$ 700 em dinheiro.

Imagem mostra um dos roubos praticados por criminosos  — Foto: Reprodução/TV AnhangueraImagem mostra um dos roubos praticados por criminosos  — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Imagem mostra um dos roubos praticados por criminosos — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Outros crimes
A PM relatou que o grupo também já havia assaltado dois dos três postos há poucos dias. Câmeras de segurança registraram alguns desses crimes (veja vídeos acima).

O frentista de um dos estabelecimentos, que preferiu não se identificar, afirmou que era a terceira vez que ele tinha sido vítima dos criminosos, os quais agiam sempre com muita violência.


"Terceira vez que eles vêm aqui. Segunda-feira que passou agora, eles vieram. Um dia atrás, uma noite, eles tentaram roubar o cofre aqui. Ficaram aqui apontando uma arma para mim e meus colegas o tempo todo", conta.

O homem que foi assaltado também contou a forma violenta como o grupo agia.

"Chegou aqui já abordando muito brutalmente, aí eu peguei e entreguei tudo que eu tinha, R$ 120 no bolso e meu celular", conta uma vítima.
Por Sílvio Túlio, G1 GO.....
Voltar


Tenha também o seu site. É grátis!