Menu


VITÓRIA 87FM

Mulher se revolta e derruba cadeiras e computadores por não conseguir exame em Aparecida de Goiânia....

04 NOV 2019
04 de Novembro de 2019
Ela diz que espera há dois anos para conseguir um procedimento para o marido, mas que sempre enfrenta problemas. Mulher foi detida por dano ao patrimônio público.Uma mulher se revoltou nesta segunda-feira (4) por não conseguir marcar uma consulta na Central de Regulação de Aparecida de Goiânia. Ela diz que espera há dois anos por um exame. Um vídeo feito por uma pessoa que estava esperando atendimento, Divina Helena de Freitas joga um computador no chão e joga uma cadeira no chão. Ela foi detida.

Ela conta que foi buscar um exame para ela e tentar marcar um para o marido, que ela já tentou várias vezes e nunca consegue. Divina contou que chegou à Central de Regulação às 9h e, às 12h, uma atendente disse que havia um erro na documentação.


“Tem 2 anos que a gente espera, meu marido perdeu o pé, tem um exame lá esperando. Nunca foi chamado. Ele cortou o pé, perdeu o pé, perdeu mais dois dedos do outro. E eu vim justamente hoje para marcar mais um exame, porque os laboratórios não conseguem tirar o sangue dele. Aí tem que mandar de novo. E aí eu perdi a paciência”, disse a paciente.

A Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia explicou que, durante o atendimento, a paciente se alterou ao responder perguntas, agrediu a atendente e chegou a quebrar dois computadores. A Guarda Municipal foi chamada e a mulher foi levada para o 1º Distrito Policial da cidade, onde afirmou ter bebido. Por fim, o órgão explica que o atendimento na unidade já foi normalizado.

A secretaria não informou, no entanto, se há algum problema na liberação do exame que a paciente pede e qual a orientação para que ela consiga o procedimento.

Na delegacia, ela disse que estava arrependida da situação. “Eu to me sentindo mal. Ninguém jamais pensou que eu fosse chegar a um extremo desse e eu cheguei”, contou Divina.

Ela foi autuada em flagrante por dano ao patrimônio público. Foi estabelecida uma fiança no valor de R$ 1 mil e ela só poderá deixar a delegacia após pagar esse valor.
Por Vitor Santana, G1 GO.....
Voltar


Tenha também o seu site. É grátis!