Menu


VITÓRIA 87FM

Horas após ser preso, prefeito de Cristianópolis é solto ao pagar fiança....

31 OUT 2019
31 de Outubro de 2019
Jairo Gomes (PSB) foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, durante cumprimento de mandados de busca e apreensão em Operação que apura desvio de dinheiro público, no qual é investigado.Preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, o prefeito de Cristianópolis, Jairo Gomes (PSB), foi solto na noite desta quarta-feira (30/10), após pagar fiança de R$ 5 mil. Ele ficou preso por menos de 24 horas. O político foi detido durante cumprimento de mandados de busca e apreensão no âmbito da Operação Cota Extra, que apura desvio de dinheiro público, peculato e associação criminosa. Ele é um dos investigados.

A operação foi deflagrada nesta quarta-feira (30/10) pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública (Dercap). Foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão em Cristianópolis e também em Goiânia, em endereços residenciais de agentes públicos e particulares.
Na prefeitura da cidade, localizada a 90 quilômetros da capital, as buscas foram realizadas nas secretarias de Administração e Recursos Humanos, Transporte, Limpeza e Obras Públicas; no Controle Interno e ainda no gabinete do chefe do Poder Executivo. A investigação apura crimes de desvio de dinheiro público, peculato e associação criminosa, ocorridos entre 2016 e 2018, na Administração Pública Municipal, em relação ao abastecimento de combustível de toda a frota da prefeitura, veículos e maquinários.

Prefeito de Cristianópolis e três secretários foram afastados das funções
Durante a operação, a Polícia Civil cumpriu ainda a decisão judicial que determinou a suspensão das funções públicas, pelo período de 90 dias, do prefeito de Cristianópolis e mais três secretários, sendo eles das secretarias de Administração, Transporte e Saúde.

A ação teve como objetivo apreender aparelhos celulares, eletrônicos e documentações que tenham relação de prova com os crimes investigados. O prefeito de Cristianópolis acabou preso em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo. Ele ficou algumas horas preso e foi solto após pagar fiança de R$ 5 mil.

Na 1ª fase da Operação Cota Extra, deflagrada no ano passado, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, além de vistoria policial em toda a frota veicular de Cristianópolis.

Thyélen Lorruama DIARIO ONLINE ...
Voltar


Tenha também o seu site. É grátis!