Menu


VITÓRIA 87FM

Polícia prende homem suspeito de guardar armas que podem ter sido usadas em 50 homicídios, em Goiás....

12 ABR 2019
12 de Abril de 2019
Segundo delegado, com o suspeito foi encontrado até fuzil que pertence a membros de uma facção criminosa, que já estavam em Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia.Seis armas, entre ela um fuzil, foram apreendidas pela Polícia Civil durante a Operação Courier, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana. De acordo com as investigações, as armas podem ter sido usadas em pelo menos 50 homicídios ordenados pelo grupo criminoso em Goiás. Centenas de munições e R$ 19 mil também foram apreendidos.

Um homem foi preso e apresentado nesta sexta-feira (12), como responsável em guardar o arsenal na sua própria casa, no Setor Fabricio, para dois detentos do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, apontados como integrantes de uma facção criminosa.

O G1 não conseguiu localizar a defesa dos suspeitos.

Segundo o delegado Fabrício Flávio Rodrigues, da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios, a função do suspeito, além de guardar as armas, era entregá-las para que os crimes fossem cometidos.

Segundo o delegado, uma das vítimas foi um jovem de apenas de 20 anos, morto por um menor de idade. “São vários assassinatos. Não podemos revelar detalhes mais específicos de cada caso para que as investigações não sejam prejudicadas”, informou Fabrício Flávio.

Veja o que foi apreendido:
1 Fuzil .556;
1 Espingarda calibre .12;
4 pistolas Glock .9mm (kit rajada)
3 carregadores de Fuzil .556
5 carregadores prolongados .9mm
5 carregadores simples .9mm
2 extensores de coronha;
165 munições .556
42 munições .9mm
Diversas balaclavas
R$ 19.100,00 em dinheiro
Entre as armas apreendidas pela Polícia Civivil, um fuzil chamou a atenção da própria corporação — Foto: Divulgação/Polícia Civil Entre as armas apreendidas pela Polícia Civivil, um fuzil chamou a atenção da própria corporação
Ainda de acordo com a Polícia Civil, os homicídios eram motivados por dívidas com o tráfico de drogas e disputas por territórios entre facções.

“O tráfico é a raiz para diversos outros crimes, principalmente os assassinatos. Estamos trabalhando de forma cada vez mais ostensiva na repressão a esses grupos criminosos, e a integração das policiais e um trabalho de inteligência sistemático tem sido determinante”, informou o secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda.


Por Rodrigo Gonçalves, G1 GO
.........
Voltar


Tenha também o seu site. É grátis!