Menu


VITÓRIA 87FM

Juíza condena dupla a 19 anos de prisão por assaltar e dar 36 facadas em vendedor, em Goiânia...

09 FEV 2019
09 de Fevereiro de 2019
Vítima sobreviveu após ser socorrida por bombeiros. Segundo decisão, presos também devem pagar à vítima R$ 6 mil pelos bens roubados na época do crime, que ocorreu em 2017.Daniel Ribeiro da Cruz e André Brasil Ribeiro foram condenados a 19 anos de prisão e ao pagamento de R$ 6 mil por roubar e tentar matar o comerciante Leonardo José de Souza com 36 facadas. A vítima sobreviveu após ser socorrida pelos bombeiros e ficar 30 dias internada em um hospital de Goiânia, ainda em 2017, quando o crime ocorreu.

O G1 não conseguiu identificar quem são os advogados dos condenados para, então, pedir um posicionamento sobre a decisão.

A condenação foi dada pela juíza Luciana Ferreira dos Santos Abrão, da 2ª Vara Criminal de Goiânia, na sexta-feira (8). De acordo com o documento, a dupla foi condenada por tentativa de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, e corrupção de menores, porque envolveram dois adolescentes no crime.

A juíza determinou ainda que a dupla responda presa pelo crime. O G1 tentou informações sobre a prisão da dupla, mas sem os nomes das mães dos detidos a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) não conseguiu confirmar se eles seguem detidos e em qual cadeia.

Crime
O vendedor de roupas e ajudante de lavanderia, Leonardo José de Souza, contou que estava dirigindo pela GO-060, em Goiânia, no dia 11 de agosto de 2017, quando viu duas moças pedindo carona na estrada e foi ajuda-las. No entanto, ao parar o veículo, ele foi abordado por quatro rapazes que anunciaram o assalto.

De acordo com as investigações, o grupo esfaqueou a vítima cerca de 20 vezes, fugiu com o carro dela, R$ 1,8 mil, celular e 500 peças de roupa. Cerca de 40 minutos depois, os criminosos voltaram ao local para "ter certeza que ele havia morrido" e desferiram outros 16 golpes de faca. Vítima disse que não reagiu.

Conforme consta na decisão da Justiça, uma pessoa que passava pelo local viu o vendedor ferido na estrada e chamou o Corpo de Bombeiros. A corporação socorreu a vítima, que sobreviveu e ficou 30 dias internada em um hospital da capital.

Após receber alta médica, ele deu uma entrevista contanto sobre o dia do crime.

“Pensei que ia morrer. Um deles me deu uma facada na barriga, outro na minha cabeça e pedi para não fazerem isso comigo. Mas disseram: ‘Nós vamos te matar porque se não você vai voltar e matar nós”, contou à época.

A Polícia Civil prendeu Daniel e André pelo crime e eles confessaram que usaram moças para atrair a atenção da vítima, realizar o assalto e que o esfaquearam.
Por Vanessa Martins, G1 GO......
Voltar


Tenha também o seu site. É grátis!