Menu


VITÓRIA 87FM

Governo de Goiás libera pagamento de servidores de sete órgãos e diz 'estudar' como pagar os demais...

10 JAN 2019
10 de Janeiro de 2019
Secretaria da Fazenda pede ajuda ao governo federal para regularizar a situação financeira do estado. Dívida é de R$ 3,4 bilhões.O Governo de Goiás pagou, nesta quinta-feira (10), o salário de dezembro de servidores de sete órgãos, o que equivale a R$ 255 milhões. Em relação aos demais, a Secretaria da Fazenda (Sefaz) ainda não sabe como pagá-los, pois disse, em nota, que "estuda forma de regularizar o pagamento" com o governo federal.

O G1 pediu à Secretaria Estadual de Gestão e Planejamento (Segplan) o total de servidores de Goiás para calcular quantos não receberam. No entanto, a pasta ainda não conseguiu levantar o dado.

Receberam funcionários dos seguintes órgãos:

Tribunal de Justiça
Ministério Público Estadual
Tribunal de Contas do Estado
Tribunal de Contas dos Municípios
Assembleia Legislativa
Defensoria Estadual
Secretaria da Saúde
A Secretaria da Fazenda informou, em nota, que o pagamento desses servidores foi possível porque as folhas deles foram empenhadas pelo governo anterior, no Orçamento Estadual de 2018, o que não ocorreu com as demais. Isto, segundo a pasta, "impede o governo estadual de quitá-las no momento".

Em nota, o ex-governador, José Eliton (PSDB), alegou que, "a qualquer momento, o empenho da folha pode ser feito sem prejuízos à administração pública". Ele completou que o "novo governo conta com recursos financeiros e instrumentos orçamentários suficientes para pagar a folha de dezembro do funcionalismo público estadual". O político afirmou ainda, no texto, que "não há impedimento legal ou orçamentário" para fazer os pagamentos.

Na quarta-feira (9), a secretária da Fazenda, Cristiane Schimidt, disse que o governo não irá cobrar a parcela, referente a dezembro, do Instituto de Assistência dos Servidores Públicos do Estado de Goiás (Ipasgo), dos funcionários que ainda não receberam.

Salário de janeiro
Apesar da indefinição em relação ao pagamento de dezembro, a Sefaz divulgou nesta quinta-feira que os servidores do Executivo começam a receber o salário de janeiro no próximo dia 25.

“A preferência foi para o pessoal do Executivo, porque eles foram os mais penalizados pela irresponsabilidade da falta de empenho para pagamento de dezembro”, disse a secretária da Fazenda.


De acordo com Cristiane, até o dia 25 de janeiro, 80% dos servidores do Executivo devem receber o salário de janeiro. "Até o dia 30, o Poder Executivo estará completamente quitado", informou a Sefaz. Para os demais, o pagamento será até o dia 10 de fevereiro.

Dívida bilionária
O governador Ronaldo Caiado (DEM) disse que assumiu o estado com R$ 11 milhões em caixa e uma dívida de R$ 3,4 bilhões. Assim, ele afirma que não tem recursos próprios para pagar os servidores.

Em busca de regularizar a situação financeira do estado, a secretária da Fazenda esteve em reunião no Tesouro Nacional em Brasília, na terça-feira (8), e conseguiu antecipar a visita de uma equipe do órgão ao estado do dia 21 para o dia 14 de janeiro.

Cristiane voltou a Brasília na quarta-feira em busca de alternativas para resolver a situação financeira de Goiás. "Vamos conversar com Paulo Guedes para ver o que pode ser feito. O objetivo da minha ida lá é ver se tenho alternativas com ele. Se não conseguirmos entrar no plano do governo de recuperação fiscal, que é nosso plano A e que nos daria amortização de juros por até três anos, temos que avaliar com ele outras saídas", explicou.

Ajustes de contas
Schmidt, disse ainda que a Sefaz irá investigar as licitações feitas pela gestão anterior para saber se há algum sobrepreço e se há algum pagamento que possa ser cortado.

“Vamos buscar saber se não estamos pagando além do que deveria para alguns contratos. Vamos avaliar: será que não tem outras fontes de renda? Um imóvel que possamos alugar ou vender, vamos avaliar as alternativas”, completou.

Na terça-feira, Caiado disse que pagará 80% dos salários dos servidores do estado referente a janeiro de 2019 até o dia 25 do mesmo mês. No entanto, ele pediu “prazo” para conseguir condições de quitar a folha de dezembro de 2018, que ainda não foi paga.
Por Paula Resende, G1 GO....
Voltar


Tenha também o seu site. É grátis!