Menu


VITÓRIA 87FM

Trio matou criador de cavalos e esposa em fazenda de Goiás de forma 'cruel' com intuito de roubar bens das vítimas, diz polícia....

08 NOV 2018
08 de Novembro de 2018
Segundo delegado, ex-caseiro agiu junto com a mulher e o irmão com o intuito de cobrar valores por suposto acerto trabalhista não quitado. Casal teve pescoços cortados; cantora Paula Fernandes posta homenagem.A Polícia Civil acredita que as três pessoas presas suspeitas de matar o criador de cavalos Leandro Canedo dos Santos, de 78 anos, e a mulher dele, Darci Prado Canedo Guimarães dos Santos, de 76, cometeram o crime com o intuito de roubar os bens das vítimas. Um dos envolvidos, que trabalhava para os idosos, alegou que não havia recebido valores do acerto trabalhista, o que não está confirmado. O casal foi encontrado morto na fazenda onde morava, em Campo Limpo de Goiás, região central do estado.

O delegado que fez o flagrante, Cleiton Lobo, disse que se surpreendeu com a crueldade do crime. De acordo com ele, após serem esfaqueadas, as vítimas tiveram os pescoços cortados.

Os suspeitos foram presos na madrugada desta quinta-feira (8). Trata-se de Milton Isturário Vieira, ex-caseiro da propriedade, a mulher dele, Rosane Patrícia Rodrigues, além do irmão, Ademilson Isturário Barbosa. A polícia afirmou que eles ainda não têm advogado constituído.

Em depoimento, Ademilson e Rosane confessaram a participação no crime e como eles foi realizado. Já Milton, que trabalhou cerca de seis meses para as vítimas e foi demitido há cerca de uma semana, disse que apenas roubou o carro das vítimas, versão na qual a polícia não vê fundamento.

"O objetivo era obter os bens da vítima. O casal de suspeitos alega que o Leandro tinha uma dívida trabalhista com eles, o que não foi comprovado. Ele fala em R$ 3 mil, e ela, em R$ 1,1 mil. Aí, ao invés de procurar a justiça trabalhista, eles acharam por bem que tinham o direito de levar os bens da vítima para cobrir o prejuízo", disse o delegado ao G1.

O casal foi preso em Luziânia. Já Ademilson estava em Brasília. Com eles, foram encontrados bens das vítimas, como dois televisores, ferramentas e utensílios domésticos. Eles fugiram da cena do crime após roubar o carro do casal, que foi abandonado e incendiado em uma mata.

Trio suspeito de matar casal de fazendeiros em Campo Limpo de Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera Trio suspeito de matar casal de fazendeiros em Campo Limpo de Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Trio suspeito de matar casal de fazendeiros em Campo Limpo de Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Crueldade
O crime aconteceu na quarta-feira (7). Segundo o delegado, Rosane e Ademilson relataram em detalhes como foi a dinâmica do crime. A situação o deixou espantado pela crueldade como as vítimas foram assassinadas. Leandro foi morto no curral da fazenda.

"Eles contaram que o Milton chegou por trás e segurou o Leandro enquanto o Ademilson deu ao menos seis facadas no peito dele. Depois, mesmo com o idoso no chão e já desfalecido, Milton ainda deu uma facada no pescoço dele", detalhou.

Em seguida, explica Lobo, Rosane argumentou que também era preciso matar Darci para que ela não pudesse testemunhar contra eles.

"A Rosane então foi até a sede e chamou a Darci. Quando ela saiu, o Milton a agarrou pelo pescoço, arrastou a idosa para a sala e deu uma facada na sua barriga. Em seguida, também cortou o pescoço dela", destaca.

O trio está detido na carceragem do 1º DP de Anápolis e deve ser levado para o presídio da cidade. Eles vão responder pelo duplo latrocínio - roubo com resultado morte - consumado. A pena em caso de condenação pode variar entre 40 e 60 anos.Homenagem de cantora
Leandro era um dos maiores criadores de cavalos da raça Mangalarga de Goiás e juiz da associação brasileira da raça. A cantora Paula Fernandes lamentou a morte nas redes sociais.

Em uma foto ao lado de seu cavalo, ela escreveu na legenda: "É com muita tristeza que comunico o falecimento do senhor Leandro Canedo, “pai” e criador do meu cavalo Sereno".

Ela afirmou também que Leandro cuidou de seu animal "como um filho". Por fim, a artista disse que estava "de coração ferido" e encaminhou nota de pesar à família.

Os corpos do casal foram enterrados por volta das 16h, no Cemitério Parque Memorial, em Goiânia.
Por Sílvio Túlio, G1 GO

Voltar


Tenha também o seu site. É grátis!