Menu


VITÓRIA 87FM

Polícia investiga se jornalista internada na UTI do Hugo foi agredida ou sofreu acidente....

09 OUT 2018
09 de Outubro de 2018
Caso aconteceu na madrugada de sexta-feria (5). Karine está internada em estado gravíssimo e respira com ajuda de aparelhos,A jornalista Karine Alves de Almeida, de 24 anos, continua internada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). Agora, a Polícia Civil (PC) investiga se Karine sofreu um acidente ou foi vítima de agressão. De acordo com mãe da jovem, Anita Alves, a comunicadora está hospitalizada há cinco dias e encontra-se sedada, respirando com ajuda de aparelhos. A informação foi confirmada por um boletim médico atualizado na manhã desta terça-feira (9).

Segundo Anita, o caso aconteceu na madrugada da última sexta-feira (5) em uma estrada vicinal de Hidrolândia, Região Metropolitana de Goiânia. A mãe conta que estava em casa quando o namorado dela, um biólogo de 40 anos, relatou o acontecido. “Quando ele chegou eu perguntei da minha filha. Ele me disse que ela tinha pulado da carroceria da caminhonete em movimento, embora a traseira estivesse fechada por vidro. Ele pediu ajuda para encontrá-la e fomos atrás”, conta.

No entanto, a mulher estranhou o fato de o biólogo conduzi-la direto ao local do suposto incidente. Lá, encontraram Karine ensanguentada e com o nariz e dedos quebrados. Na sequência, a moça foi conduzida primeiramente ao Hospital Municipal de Hidrolândia, onde passou por uma avaliação, e só depois foi encaminhada ao Hugo.

“Como uma pessoa não vê a outra pulando da caminhonete, sendo que dá diferença no peso? E como ele me levou no local com tanta precisão? O médico também destacou que os ferimentos encontrados nela não condizem com os de alguém que tenha saltado de um veículo movimento”, destaca.Anita revela nunca ter aprovado o relacionamento que tem duração de dois anos e afirmou ter notado o surgimento de hematomas na filha quando o relacionamento completou cerca de 1 ano e meio. “Apesar disso, ela negava, acredito, por ser muito apaixonada por ele. Dizia que tinha caído ou batido em determinado local. Eu nunca acreditei que isso iria acontecer com a minha filha. Sempre foi uma pessoa alegre, estudiosa. Fez a faculdade com tanta dificuldade e tinha muitos planos e sonhos para acabar dessa forma”, destaca.

Investigações 
Segundo o delegado Diogo Rincón, responsável pelo caso, o homem esteve na delegacia na tarde de sexta (5), onde alegou ter havido uma discussão, razão pela qual Karine teria ficado agitada e pulado do veículo”. “Ele nos disse que estava com Karine e uma outra namorada dele. Após a discussão, por causa de ciúmes, ele a teria colocado na carroceria para levá-la até a casa de Anita. Porém, nem ele nem a outra menina não notaram a queda dela e só sentiram sua falta quando chegaram à casa da mãe da jovem”.

Rincón ainda reforça que todos os envolvidos serão ouvidos, principalmente, o  médico responsável por realizar o primeiro atendimento no hospital daquele município. “Não descartamos nenhuma hipótese e não temos uma linha de investigação definida. Estamos apurando para esclarecer os fatos. Precisamos também aguardar uma melhora no estado de saúde da jovem, que deverá ser submetida a uma avaliação do Instituto Médico Legal (IML)”.

O Mais Goiás não conseguiu contato com o biólogo, mas o espaço está aberto neste portal está garantido caso ele queira manifestar-se.
Do Mais Goiás | Postado
....
Voltar


Tenha também o seu site. É grátis!