Menu


VITÓRIA 87FM

“Tenho respeito por todos os candidatos, mas não irei me aliar ao Daniel Vilela e nem ao Caiado”, diz Kajuru....

09 MAI 2018
09 de Maio de 2018
Em entrevista ao Mais Goiás, vereador, que deve assumir o comando do PRP em Goiás neste final de semana, falou sobre suas pretensões políticas nas eleições desse ano
Felipe Fulquim
Especial para o Mais Goiás | Postado 
Prestes a substituir o empresário e marqueteiro Jorcelino Braga na presidência do Partido Republicano Progressista (PRP), algo que está previsto para acontecer no próximo sábado em cerimônia a ser realizada no Auditório Jaime Câmara, na Câmara Municipal de Goiânia, o radialista Jorge Kajuru falou sobre suas pretensões políticas nestas eleições em entrevista ao Mais Goiás.

Por telefone, Kajuru foi enfático ao afirmar que pretende se lançar pré-candidato ao Senado Federal sem a dependência de partidos políticos tradicionais em Goiás e que estão no poder. “Não irei subir no mesmo palanque que José Nelton (Podemos) nem Paulo Daher (DEM). Não serei vice de nenhum candidato. Tenho respeito por todos os candidatos, mas não irei me aliar ao Daniel Vilela (MDB) e nem ao Caiado (DEM). Serei candidato ao Senado Federal”, destacou.

Sobre as expectativas de formação de alianças para as chapas de pré-candidatos à Assembleia Legislativa e a Câmara Federal, o vereador mais votado em Goiânia nas eleições de 2016 afirmou que tem conversado com vários pré-candidatos. “Temos a expectativa de lançar durante o encontro deste sábado 12 pré-candidatos do nosso partido tanto para a Câmara quanto para a Assembleia. Fora do meu partido tenho conversado com vários postulantes de diferentes cidades do nosso Estado, mas meu pré-candidato para deputado estadual é o Mané de Oliveira (PSDB) e o meu federal é o vereador Elias Vaz (PSB)”, explicou.

Indagado sobre sua autonomia em tomar decisões na presidência do PRP, Kajuru afirmou que “Jorcelino Braga tem palavra” e que ele terá autonomia plena, independente de acordos em nível nacional. “O Braga me convidou em sua casa na frente da sua esposa. Não irei comandar o partido em termos administrativos e financeiros, mas terei autonomia para autorizar filiações e executar expulsões, se necessário. Não haverá interferência da cúpula nacional na minha gestão”, comentou.

Em relação as bandeiras que pretende defender, caso seja eleito para o Senado Federal, Kajuru relatou que seu mandato será voltado para áreas como Saúde, Educação e Meio Ambiente. “Pretendo elevar o projeto do Hospital Diabético a nível nacional. Quero também apresentar um projeto de recuperação dos Rios Araguaia e Tocantins, que são fundamentais para o nosso Estado. E na área da Educação, pretendo apresentar projetos de lei e emendas que tornem nosso Estado referência na valorização dos professores”, projetou.

Em pré-campanha como palestrante em quatro cidades do interior por final de semana e em comunicação com seus mais de 615 mil seguidores nas redes sociais, o vereador pela capital afirma que irá bancar sua campanha com recursos próprios e a ajuda de apoiadores.

“Não quero recursos do Fundo Partidário. Esse dinheiro deve ser investido em Saúde e Educação. Irei bancar minha campanha em parte com recursos próprios e com a ajuda dos meus amigos. Vou pegar emprestado como fiz na campanha de vereador e depois irei pagar, não é doação. Quero que meus parceiros estadual e federal doem recursos para ajudar minha campanha. Quero distância de empresários. E irei surpreender na escolha do meu suplente que será alguém do povo e não empreiteiros, religiosos ou empresários”, comentou.
......
Voltar


Tenha também o seu site. É grátis!