Menu


VITÓRIA 87FM

Prefeito e secretário de Buriti de Goiás são condenados por improbidade administrativa....

07 MAR 2018
07 de Março de 2018
Edmar Borges de Lima e Sebastião César da Fonseca não podem mais exercer os cargos público que ocupam,O prefeito de Buriti de Goiás, Edmar Borges de Lima (MDB) e o secretário de finanças do município, Sebastião César da Fonseca foram condenados por improbidade administrativa. A sentença assinada pelo juiz de direito da comarca de Sanclerlândia, João Luiz da Costa Gomes, é consequência de ação civil pública contra os envolvidos movida pelo Ministério Público de Goiás em 2007 e foi publicada pelo Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) nesta terça-feira (6).

No processo constam condenações a Edmar, Sebastião e outras duas pessoas. O juiz determinou que o prefeito de Buriti de Goiás deixe o cargo público que ocupa atualmente, bem como a suspensão dos direitos políticos pelo período de cinco anos e o pagamento de multa no valor de 50 vezes seu salário.

Edmar também está, conforme determinação judicial, impedido de contratar com o poder público ou receber benefícios fiscais pelo período de três anos. O prefeito está em seu segundo mandato frente ao executivo municipal de Buriti de Goiás.

Sebastião, que chegou a se candidatar à prefeitura do município em 2002, também deve deixar o cargo público que ocupa e perder os direitos políticos pelo período de cinco anos. No que diz respeito às outras determinações, elas são as mesmas aplicadas a Edmar.

O juiz determinou também, para o prefeito e o secretário de finanças, a confirmação de uma liminar que suspende os bens em nome dos sentenciados, uma vez que devem pagar multa civil. Procurada pelo Mais Goiás, a Prefeitura de Buriti de Goiás informou que não vai se pronunciar sobre o caso.
.......
Voltar


Tenha você também a sua rádio