Menu


VITÓRIA 87FM

População define futuro da ETE do Jardim Maria Inês em audiência pública......

11 JAN 2018
11 de Janeiro de 2018
A Prefeitura de Aparecida, por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Semma), realizou na noite desta quarta-feira, 10, uma audiência pública para discutir a utilização da área da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Cruzeiro do Sul que está desativada, no bairro Jardim Maria Inês. O encontro aconteceu na Escola Municipal Guiomar Rosa e contou com a presença de líderes comunitários e moradores da região.

O secretário da pasta Ezízio Barbosa, que conduziu a audiência pública, apresentou sugestões para utilização do espaço. Dentre elas, a população considerou importante a implantação de um Horto Florestal e a declaração do local como área de interesse ambiental.

“A participação da população é muito importante neste debate e hoje tivemos a presença efetiva de muitos moradores da região. Concordamos que toda a região que compõe o início do Córrego Almeida seja considerada de interesse ambiental, ou seja, o uso é privado, mas a utilização é restrita. O córrego é importantíssimo para o meio ambiente aparecidense e preservar suas nascentes trará resultados positivos para toda a sociedade”, revelou Ezízio Barbosa.

Representando os interesses dos moradores da região, o vereador Manoel Nascimento (DEM) ressaltou a importância de consultar e ouvir a comunidade. “Queremos saber quais os benefícios que eles gostariam de ter na região, porque ao longo de muitos anos a estação de tratamento de esgoto foi motivo de muitos transtornos para a população. Agora queremos dar a oportunidade para que a comunidade possa usufruir deste espaço e nos ajudar na preservação”, enfatizou o vereador.

As decisões tomadas na audiência serão apresentadas ao prefeito Gustavo Mendanha e após aprovação, a Semma vai elaborar, em parceria com a Saneago, os projetos para transformação e revitalização da área. De acordo com Ezízio Barbosa e o vereador Nascimento, a Saneago tem responsabilidade pela revitalização da área onde funcionava a ETE por todo o tempo que usufruiu do espaço para o tratamento de esgoto da região, acarretando em problemas para a população, inclusive a desvalorização dos imóveis da região....
Voltar


Tenha também o seu site. É grátis!