Menu


VITÓRIA 87FM

Presos suspeitos de tentar matar homem por ciúmes, em Goiânia...

04 DEZ 2017
04 de Dezembro de 2017
Empresário achava que vítima estava se relacionando com a ex-mulher e, com ajuda de amigo, planejou o crime, segundo a polícia. Alvo de tiros, homem ficou um mês internado e sobreviveu.Dois homens foram presos suspeitos de tentar matar a tiros um carregador de mercadorias, de 30 anos, no Setor Vale dos Sonhos, em Goiânia. Segundo a Polícia Civil, o empresário Alex Goulart do Amaral, 28 anos, achou que a vítima estava se relacionando com a ex-mulher dele e, junto com o amigo Lucas Vinicius Maia do Nascimento, 23 anos, planejou o crime. Porém, o alvo não estava namorando a jovem.
"Acreditamos que o Alex se confundiu. A vítima era amiga do namorado da ex-mulher e, por isso, estava com ele em um churrasco na casa dela uma semana antes do crime", disse a delegada responsável pelo caso, Alessandra Batista Dias Alvarenga.
A tentativa de assassinato ocorreu no dia 14 de junho deste ano. Lucas e Alex viram o carregador de mercadorias pilotando uma moto e jogaram o carro contra ele, que caiu. Em seguida, o gerente administrativo, que dirigia o veículo, atirou sob a ordem do amigo.
"Testemunhas contaram que Alex gritava: Atira, atira, é para matar", contou Alessandra.
De acordo com a polícia, a vítima foi atingida por cinco tiros e ficou mais de um mês internada no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). O homem sobreviveu, mas perdeu parte do movimento de uma das pernas e de um braço.
Começo da briga
De acordo com a delegada, o desentendimento começou uma semana antes do crime, no início de junho. Na ocasião, Alex foi à casa em que morava com ex-mulher, de quem havia se separado há poucos dias. Ao chegar ao imóvel, também no Vale dos Sonhos, ele se deparou com um churrasco.
"Estava a ex-esposa, a vítima e um amigo. Eles brigaram, de agrediram até com pedaço de madeira", detalhou a delegada.
Logo depois, segundo a investigação, Alex comprou a arma por R$ 2,8 mil. Assim que se encontrou com a vítima, cometeu o crime.

Após a tentativa de homicídio, os envolvidos se mudaram de casa, o que dificultou a localização deles. Alex foi preso no dia de 16 de novembro. Já Lucas, no dia 30.
Suspeitos confessaram
Ambos confessaram a autoria do crime para a polícia e disseram que estão arrependidos. Alex alegou que decidiu comprar a arma porque ficou com medo de Celso após a briga no churrasco.
"O Alex contou que a vítima, sempre que a via, colocava a mão da cintura como se tivesse armado. No dia do crime, ele também teria feito menção de pegar a arma depois da batida e, ir isso, atirou", disse a delegada.
Segundo a investigação, Lucas não recebeu nada pelo crime e o cometeu pela amizade que possui com Alex. A arma usada na tentativa de homicídio ainda não foi encontrada.
De acordo com Alessandra, falta apenas o depoimento da ex-mulher de Alex para concluir o inquérito. Conforme apurado pela polícia, a jovem se mudou de cidade com a filha de 4 anos por medo do ex.
Alex e Lucas vão responder por tentativa de homicídio qualificada por impossibilitarem a defesa da vítima. Caso sejam condenados, de acordo com a delegada, eles podem pegar de 12 a 30 anos de prisão.
Alex na está detido no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. Lucas deve ser encaminhado para o local.

Voltar


Tenha você também a sua rádio