Menu


VITÓRIA 87FM

Polo Empresarial Goiás

POLO : Apresentação.

Aparecida de Goiânia, o segundo município a figurar no estudo Polos Industriais do Estado de Goiás,
da  Federação  das  Indústrias  do  Estado  de  Goiás,  é  realmente  muito  forte  e  até  mesmo  surpreendente  em  
desenvolvimento econômico e social.
Em  termos  populacionais,  é  o  principal  município  do  interior  goiano,  com  mais  de  meio  milhão  de  
habitantes, segundo  projeção do Instituto Mauro Borges, representando 7,8% da população do Estado.
Seu  PIB,  de  R$  7.437.853.000,00  em  2012  (estatística  mais  recente),  já  é  o  3º  maior  de  Goiás,  
correspondente a 6% do total das riquezas produzidas no Estado, com crescimento de 61,7%, de 2009 a 2012.
Sua  arrecadação  de  ICMS,  de  2009  a  2014,  apresentou  um  extraordinário  avanço  de  296%,  com  o  ICMS  
industrial elevando-se 175,08%.
Seu   parque   industrial   formado   por   2.190   empresas   industriais   (dados   do   RAIS-MTE,   2013),   
representando 9,74% do total das indústrias em Goiás.
O  estudo  Polos  Industriais  do  Estado  de  Goiás,  que  começou  com  Anápolis  e  vai  prosseguir,  com  
Rio  Verde,  Catalão,  Itumbiara,  Norte  Goiano,  Entorno  do  Distrito  Federal  e  Goiânia,  foi  criado  pela  FIEG  para  
identificar  e  discutir  os  problemas  que  dificultam  a  consolidação  e  a  expansão  do  parque  industrial  goiano,  
que há décadas cresce mais do que a média nacional.
Novos segmentos industriais foram incorporados à economia goiana, de forma sólida e dinâmica, o
que pode ser exemplificado pelos setores automotivo, farmoquímico e sucroenergético.
Levantada  a  realidade  de  cada  região,  o  estudo  promove    pesquisa  de  campo  com  suas  principais  
empresas – em Aparecida, ouviram-se 110 delas -, na busca de parâmetros para a Federação, conhecendo seu perfil
e necessidades, apoia-las em recursos humanos, logística, produção e mercado, para se tornarem mais competitivas.
Outro  aspecto  positivo  a  ser  destacado  é  a  desconcentração  espacial  da  produção  em  Goiás,  
promovendo crescimento socioeconômico equilibrado em diferentes regiões, o que requer a implantação de
diversos polos industriais.
O  Sistema  Federação  das  Indústrias  do  Estado  de  Goiás  –  FIEG,  SESI,  SENAI,  IEL  Goiás  e  ICQ  Brasil  
empenha-se no apoio às indústrias, seja no aspecto de representação e defesa de seus legítimos interesses, na
formação profissional, na educação do trabalhador e seus dependentes, no suporte ao desenvolvimento da
gestão, ou na certificação de processos e produtos.
O   Mapa   Estratégico   da   Indústria   Goiana   estabelece   como   estratégia   de   desenvolvimento   a   
modernização e expansão dos polos industriais, o que requer informações as mais criteriosas e realistas  
Nossa expectativa é de que o conteúdo do documento Polos Industriais do Estado de Goiás contribua
para  a  remoção  de  obstáculos  ao  crescimento  da  economia  goiana,  ao  aperfeiçoamento  da  gestão  e  ao  
fortalecimento das cadeias produtivas estabelecidas em solo goiano.
Goiânia, maio de 2015


Tenha você também a sua rádio